Vinho
Indicar para um amigo

Navarro Correas Col. Privada Sauvignon Blanc (Bodega Navarro Correas)

País: Argentina (Vale de Uco - Mendoza)
Safra: 2006
Tipo: Branco (100% Sauvignon Blanc)
Álcool: 13,00%
Temperatura de consumo: 10ºC
Preço: R$ 62,00

 
ApresentaçãoAnálise TécnicaNossa AnáliseHarmonizaçãoOnde encontrar
Apresentação

A Navarro Correas é uma das mais tradicionais bodegas da Argentina, reconhecida pela produção de vinhos finos. Foi fundada em 1798, quando Don Juan de Dios Correas plantou as primeiras videiras em Mendoza, ao pé da Cordilheira dos Andes. À época, a empresa vendia as uvas e os vinhos produzidos a outras vinícolas, sendo que, em 1974, estando Dom Edmundo Navarro Correas à frente do negócio, a bodega começou a rotular suas produções com o próprio nome.

Atualmente, a proposta da vinícola argentina é mesclar a tradição acumulada em mais de 200 anos de história com a tecnologia do século XXI, sempre buscando a elaboração de vinhos de qualidade, a partir de um tratamento diferenciado já no processo de seleção das uvas que dão origem aos rótulos Navarro Correas até a finalização dos vinhos. Suas videiras se encontram a 830 metros e 1.250 metros acima do nível do mar, na zona “Altos del Rio Mendoza” e no Vale de Uco.

Pelo menos sete vinhos da bodega, de três linhas distintas, já desembarcaram no Brasil. Entre eles, o Navarro Correas Colección Privada Sauvignon Blanc 2006, apresentado durante degustação no restaurante Capim Santo, em São Paulo, em maio de 2008, como um das atrações do projeto “Passaporte do Vinho”, da sommelière da casa, Eliana Araujo.

Na ocasião do jantar, este branco foi servido junto com o prato de entrada, abacate recheado com creme de lagostins e maionese, sobre uma cama de alface, dentro do menu elaborado para a ocasião com pratos típicos chilenos escolhidos pela primeira dama do Estado de São Paulo, Mônica Serra. “A proposta foi a de harmonizar vinhos argentinos com a culinária chilena”, revelou Eliana.

A atrativa personalidade, balanceada acidez e excelente complexidade aromática deste exemplar Sauvignon Blanc, segundo a vinícola, também são ideais para acompanhar outros tipos de saladas, peixes e frutos do mar.

Todos os vinhos da linha coleção privada passam por envelhecimento de 12 meses em carvalho (40%) e trazem no rótulo pinturas de renomados artistas argentinos. Este Sauvignon Blanc não foge à regra e deve ser servido a 10°C de temperatura.

Análise Técnica

A sommelière Eliana Araujo, do restaurante Capim Santo, em São Paulo, e idealizadora do projeto “Passaporte do Vinho”, foi entrevistada por MundoVinho durante jantar degustação de vinhos argentinos com pratos da culinária chilena escolhidos pela primeira dama do Estado de São Paulo, Mônica Serra.

“Nossa proposta foi a fazer uma viagem pela culinária chilena harmonizando os pratos propostos por Mônica Serra com os vinhos argentinos da Navarro Correas”, afirmou Eliana.

Sobre o Navarro Correas Colección Privada Sauvignon Blanc 2006, ela mencionou a cor amarela com reflexos verdes do exemplar e sua transparência, nos aspectos visuais.

Já na análise olfativa, a especialista destacou os aromas cítricos deste vinho branco, com perfumes de lima, limão e notas de maracujá. “É um vinho muito leve, para recepcionar convidados ou para ser servido no início de um jantar”, recomendou.

Na boca, segundo Eliana, o Navarro Correas Colección Privada Sauvignon Blanc 2006 mostrou todo seu frescor e sua persistência média, escoltando muito bem a entrada típica chilena do jantar servido no restaurante, abacate recheado com creme de lagostins e maionese, sobre uma cama de alface.

De acordo com a especialista, este vinho ainda combina com mariscos, frutos do mar e massas com molhos cremosos. A temperatura de serviço recomendada é de 10°C.

Nossa Análise

A equipe MundoVinho degustou o Navarro Correas Colección Privada Sauvignon Blanc 2006 no restaurante Capim Santo, em São Paulo, em jantar do evento "Passaporte do Vinho" promovido pela sommelière da casa, Eliana Araújo, em maio de 2008.

Na ocasião, este vinho foi servido para acompanhar a entrada do jantar, um prato típico da culinária chilena, escolhido pela primeira dama de São Paulo, Mônica Serra. Abacate recheado com creme de lagostins e maionese, sobre uma cama de alface, muito bem harmonizado com o branco argentino, que demonstrou todo seu potencial de escoltar entradas como salada, mariscos, fruto do mar ou ainda massas com molhos cremosos.

Com cor amarela palha com reflexos esverdeados e bem transparente, o vinho branco exalou um gostoso aroma de frutas cítricas, meio adocicado, agradável de um vinho seco. Aromas que lembram limão e maracujá, típicos da Sauvignon Blanc.

Na boca, o Navarro Correas Colección Privada Sauvignon Blanc 2006 demonstrou toda a acidez (sensação de frescor na boca que provoca salivação) característica de um vinho branco, além de sabores frutados.

Um vinho leve e com persistência média tanto no aroma como no paladar, fácil de beber. Mesmo com o tempo de envelhecimento em madeira, os sabores e perfumes frutados são os que prevalecem. A indicação é para ser servido a 10°C de temperatura, num almoço em dias quentes e ensolarados, por exemplo.

Harmonização

Mariscos e frutos do mar
Saladas
Massas com molhos cremosos

Onde Encontrar

Capim Santo
(11) 3068-8486 (São Paulo)
www.capimsanto.com.br

Copyright® 2017 MundoVinho®. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução
de qualquer texto sem prévia autorização por escrito de MundoVinho®.
Desenvolvimento MadeinWeb Internet Solutions