Vinho
Indicar para um amigo

Leyda Pinot Noir Lote 21 (Viña Leyda)

País: Chile (Vale do Leyda)
Safra: 2007
Tipo: Tinto (100% Pinot Noir)
Álcool: 14,30%
Temperatura de consumo: 18ºC
Preço: R$ 145,00

 
ApresentaçãoAnálise TécnicaNossa AnáliseHarmonizaçãoOnde encontrar
Apresentação

O Vale do Leyda é uma recente descoberta da viticultura chilena na costa da cordilheira local, pertencente ao Vale de San Antonio, 40 km distante de Casablanca, 90 km de Santiago e a apenas 12 km do Oceano Pacífico.

A forte influência marítima sob a qual está submetido o torna uma área considerada ótima para o cultivo das cepas Pinot Noir, Syrah, Chardonnay, Sauvignon Blanc e Riesling, onde mesmo nas estações mais quentes – primavera e verão – registram-se condições frias, com temperaturas mais amenas, principalmente por causa das brisas e ventos vindos do oceano.

Desta localidade saem as uvas que dão origem ao Leyda Pinot Noir Lote 21 da Viña Leyda, o tinto topo de linha da vinícola, 100% Pinot Noir, que é considerado o exemplar que traduz todo o compromisso da bodega em fazer do Vale do Leyda uma região produtora de vinhos de primeira linha no cenário mundial.

Aproveitando-se do fator clima, favorável, a vinícola é minuciosa na elaboração para alcançar seu objetivo em relação ao Lote 21. Os cuidados se iniciam nas lavouras por meio da adoção de técnicas orgânicas de cultivo. Além disso, as uvas são colhidas manualmente, escolhidas cacho por cacho, de modo que só as melhores permanecem para a vinificação.

O rendimento da colheita não passa de quatro toneladas de uvas por hectare, ou 800 gramas por pé. Na bodega, um chefe e o enólogo responsável monitoram e dirigem constantemente todos os passos do vinho, que envelhece 12 meses em barricas de carvalho francês. Surgem apenas 300 caixas por safra, uma produção limitadíssima, de um vinho complexo e elegante, conforme descrição da vinícola.

Importado ao Brasil pela Grand Cru, esse vinho está pronto para consumo, mas pode aguardar pelo menos mais cinco anos para ser degustado, acompanhando pratos mais leves e delicados, como carnes pouco gordurosas ou um carpaccio de filet mignon, entre outras opções.

Análise Técnica

O Leyda Pinot Noir Lote 21 é o vinho do topo da hierarquia de tintos da chilena Viña Leyda. O exemplar é importado ao Brasil pela Grand Cru e foi aberto para degustação na loja de Moema, em São Paulo, em junho de 2008.

De acordo com o gerente da loja, Carlos Eduardo Nogueira, as características visuais do exemplar são típicas de um vinho Pinot Noir, com coloração vermelha rubi e transparência, evidenciando a delicadeza da cepa.

Na avaliação olfativa, ele destacou os aromas de frutas vermelhas como cereja, algo de casca de laranja, um toque herbáceo e um perfume muito sutil evidenciando a presença de madeira em função do envelhecimento em barricas de carvalho francês.

“A madeira é pouco perceptível, algo não muito comum na maioria dos vinhos produzidos no Novo Mundo”, observou o especialista.

Já na boca, Nogueira mencionou os taninos leves do exemplar, que tendem a ser amenizados com a guarda de pelo menos cinco anos. A boa persistência, a acidez bem integrada e os sabores das frutas vermelhas também foram percebidos pelo gerente da Grand Cru.

Para ele, o Lote 21 deve ser harmonizado com presunto de Parma e com pratos contendo filet mignon ou carnes poucos gordurosas. “Acho que um carpaccio de filet mignon vai muito bem com esse vinho”, enfatiza.

A recomendação é para o consumo a 18ºC de temperatura. “Como sugestão, o Lote 21 deve ser aberto num jantar importante, naqueles que o anfitrião quer impressionar servindo um vinho de qualidade”, salienta o especialista.

Nossa Análise

O Leyda Pinot Noir Lote 21 é o topo de linha elaborado pela chilena Viña Leyda. Trata-se de um Pinot Noir semelhante aos vinhos do Velho Mundo, os quais prevalecem as características naturais da uva com pouca interferência de madeira.

Por se tratar do melhor vinho tinto da casa, a recomendação é para que seja servido em momentos especiais, como pratos que façam jus ao seu status, preferencialmente se forem elaborados com carnes pouco gordurosas, como filet mignon. O Leyda Pinot Noir Lote 21 também é uma excelente opção de presente, que certamente irá agradar o presenteado.

Seus principais destaques serão observados no nariz e na boca. Nos aspectos olfativos são facilmente percebidos aromas que lembram frutas vermelhas e um toque amanteigado. Com percepção, o degustador pode identificar outros aromas, como um toque herbáceo, o que denota toda a complexidade (diversos aromas ou bouquet) deste tinto chileno.

Em relação aos aspectos gustativos, a maioria dos aromas se confirma em sabores, sendo que o os taninos (substância adstringente que amarra lábios e gengivas) é identificado rapidamente. Nada que cause grande incômodo, pelo contrário, uma sensação leve e passageira, porém que pede um alimento para acompanhá-lo.

Visualmente, é um vinho típico de Pinot Noir, vermelho rubi brilhante e com transparência, se observado dentro da taça. Mas, na boca, o Lote 21 é um tinto com corpo e persistente, seus sabores permanecem por vários segundos no paladar mesmo após o gole.

Especialistas acreditam que uma guarda de cinco anos fará com que esse vinho evolua e seus taninos se amenizem. A recomendação da vinícola é servi-lo respeitando a temperatura de 18ºC.

Harmonização

Carnes vermelhas grelhadas pouco gordurosas
Carpaccio de filet mignon
Presunto Parma
Batata sautée
Torta de cebola
Cogumelos salteados
Steak au poivre

Onde Encontrar

Grand Cru
(11) 3624-5819 e 3062-6388 (São Paulo)
www.grandcru.com.br

Copyright® 2017 MundoVinho®. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução
de qualquer texto sem prévia autorização por escrito de MundoVinho®.
Desenvolvimento MadeinWeb Internet Solutions