Vinho
Indicar para um amigo

Cuvée Carmenère (Misiones de Rengo)

País: Chile (Vale do Rapel)
Safra: 2005
Tipo: Tinto (86% Carmenère e 14% Cabernet Sauvignon)
Álcool: 14,00%
Temperatura de consumo: 16ºC a 18ºC
Preço: R$ 92,50

 
ApresentaçãoAnálise TécnicaNossa AnáliseHarmonizaçãoOnde encontrar
Apresentação

A vinícola Misiones de Rengo é uma jovem empresa chilena do Southern Sun Wine Group, fundada em 2001 no Vale de Rapel. Tem capacidade para produzir 8 milhões de litros de vinho por safra, mas atualmente disponibiliza ao mercado 1,3 milhão de litros, que abastecem países europeus e americanos, incluindo o Brasil.

Apesar de já estabelecida, a vinícola não possui vinhedos próprios, elabora seus vinhos comprando as uvas de pequenos produtores locais, cujas vinhas são rigorosamente monitorados pela equipe de enólogos comandados por Sebastian Ruiz, o chefe responsável por assinar as produções da Misiones.

Amparada na filosofia enológica da mínima interferência humana e do maior aproveitamento possível da expressão dos frutos e do terroir local, a Misiones de Rengo adota como estratégia de mercado produzir vinhos de qualidade acessíveis até aos consumidores que não costumam desembolsar grandes quantias por uma garrafa de vinho.

Em função disso, a marca iniciou sua trajetória apenas em restaurantes, mas em pouco tempo foi solicitada por supermercados, que se tornaram os principais pontos de vendas dos vinhos Misiones no Chile. Uma pesquisa recente demonstrou que os vinhos reserva da vinícola são os preferidos dos consumidores em supermercados chilenos.

“Os vinhos Misiones iniciaram muitos chilenos no mundo dos vinhos, até porque é nos supermercados que o consumidor do Chile costuma comprar a bebida”, explica a representante da vinícola, Carolina Rivera, que esteve no Brasil em agosto de 2008. No País, as garrafas Misiones são importadas pela Épice e distribuídas em restaurantes e lojas especializadas em bebidas.

Além dos vinhos reserva, os mais vendidos, a empresa produz a linha Cuvée, a top da Misiones. Do tinto Cuvée Carmenère 2005 foram produzidas apenas 60 mil garrafas a partir de uvas oriundas de vinhedos com 12 anos de idade. “Nos vinhedos conseguimos uma excelente amplitude térmica, com dias quentes e noites frias, e isso transfere ao vinho certa acidez, um frescor que contribui para a elegância deste vinho”, explica a especialista.

O Cuvée Carmenère 2005 envelhece 100% em barricas de carvalho por 10 meses, está pronto para consumo entre 16ºC e 18ºC e acompanha muito bem pratos contendo bacalhau, salmão e atum, além de ser boa companhia para bebericar juntamente com queijos maduros.

Análise Técnica

Para Carolina Rivera, representante da Misiones de Rengo, vinícola produtora deste Cuvée Carmenère 2005, esse tinto chileno apresenta uma ótima relação entre preço e qualidade e é um vinho muito fácil de ser bebido. Ela esteve no Brasil em agosto de 2008 apresentando os rótulos da vinícola ao mercado local a convite da importadora Épice, quando foi entrevistada por MundoVinho.

Na análise visual deste tinto chileno, ela classificou a coloração da bebida como vermelha intensa com reflexos violáceos. Em relação aos aromas, Carolina destacou os perfumes primários frutados exalados pelo vinho. “Trata-se de um Carmenère de uvas tardias, por isso identificamos os aromas de frutas maduras, como aroma, cereja, framboesa e cassis, além de algo apimentado, de tabaco e de baunilha”, afirmou a especialista, salientando que este chileno nasceu com as características típicas de um Carmenère.

Na análise gustativa, a representante da Misiones de Rengo mencionou os taninos levíssimos do vinho, bem como sua boa estrutura, longa persistência e o frescor do exemplar em função do largo intervalo entre temperaturas quentes e frias as quais os vinhedos se submetem no Vale do Rapel.

“Essa acidez colabora demais com a elegância do nosso Cuvée Carmenère”, ressalta Carolina. De acordo com ela, este tinto está pronto para ser consumido como acompanhamento de bacalhau, atum e salmão assados, bem como de queijos maduros, assados de carnes vermelhas leves e de alguns vegetais também.

Nossa Análise

MundoVinho experimentou o Cuvée Carmenère 2005 da Misiones de Rengo em agosto de 2008 durante degustação promovida pela importadora Épice, em São Paulo, que contou com a presença da representante e especialista da vinícola, Carolina Rivera.

Este tinto é um topo de linha da Misiones de Rengo, elaborado a partir das melhores uvas colhidas de parcelas do Vale do Rapel, importante região produtora chilena. É um vinho que pode ser harmonizado com peixes assados (bacalhau, atum, salmão), com carnes vermelhas leves e até com cozidos de vegetais, como pimentão, especialmente em ocasiões importantes, já que se trata de uma bebida de linha superior.

Apesar do rótulo Cuvée Carmenère, há 14% de adição de uvas Cabernet Sauvignon neste tinto, o que confere na prática a presença maior de taninos (substância adstringente que comprime lábio e gengivas), mas ainda assim muito leves e passageiros que em nada comprometem os 86% de uvas Carmenère.

Com cor vermelha forte, esse vinho exala aromas de frutas maduras inicialmente, para, num segundo momento, apresentar os perfumes relacionados ao envelhecimento de 10 meses em madeira, denotando um toque amanteigado.
 
Na boca, o destaque é a acidez desse vinho, que provoca salivação agradável abaixo da língua e sua boa persistência (os sabores principalmente de frutas permanecem por mais de oito segundos).

O ideal é acompanhá-lo com alimentos, mas esse o Cuvée Carmenère 2005 também pode ser bebericado durante um bate-papo.  A temperatura de consumo é de 16ºC a 18ºC.

Harmonização

Peixes assados (bacalhau, salmão e atum)
Carnes leves assadas
Queijos Maduros

Onde Encontrar

Épice
(11) 6910-4662 (São Paulo)
www.epice.com.br

Via Vini Casa de Vinhos
(11) 5042-0077 (São Paulo)
www.viavini.com.br

Copyright® 2019 MundoVinho®. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução
de qualquer texto sem prévia autorização por escrito de MundoVinho®.
Desenvolvimento MadeinWeb Internet Solutions