Vinho
Indicar para um amigo

Fortaleza do Seival Viognier 2008 (Miolo)

País: Brasil (Campanha – RS)
Safra: 2008
Tipo: Branco (100% Viognier)
Álcool: 13,50%
Temperatura de consumo: 8ºC
Preço: R$ 17,85

 
ApresentaçãoAnálise TécnicaNossa AnáliseHarmonizaçãoOnde encontrar
Apresentação

A Viognier é uma cepa bastante cultivada na França, seu berço, e que encontra certo grau de disseminação nos produtores do Novo Mundo, em especial na Argentina. Chega ao Brasil pelas mãos da Miolo Group, com pequena produção própria em 2 hectares em vinhedos plantados em Campanha, no Rio Grande do Sul, próximo da divisa com o Uruguai.

Nessa região de solos pobres, arenosos, clima temperado, seco e quente no Verão e de grandes amplitudes térmicas, com noites muito frias, as vinhas ficam posicionadas em planícies de altitudes de 250 a 300 metros acima do nível do mar. É ali onde nasce o Fortaleza do Seival Viognier.

A safra 2008 é a primeira a ser comercializada, com cerca de 13 mil garrafas. Antes, nas safras de 2005, 06 e 07, a produção foi experimental, conforme explica o enólogo da Miolo, Miguel Almeida. “Plantamos os vinhedos em 2002, da matrizes francesas, e passamos por um período de indecisão sobre o lançamento desse varietal. Queríamos ter certeza que haveria constância e tipicidade do vinho e, por isso, aguardamos três safras”, informa. “Agora, seguros de termos um grande vinho em mãos, apresentamos ao mercado.”

A elaboração envolve a seleção manual dos cachos, desengace sem esmagamento de bagas e prensagem pneumática. A fermentação alcoólica é controlada entre 12ºC e 14ºC e o vinho é conservado em tanques de aço inox sem fermentação malolática, exatamente manter o frescor do vinho e sua tipicidade aromática.

O Fortaleza do Seival Viognier está pronto para o consumo, devendo ser servido em 8ºC. A safra 2008 deve manter suas características joviais até o início de 2010, melhor prazo, portanto, para ser consumida. Um vinho leve, seco, destinado para dias e noites quentes, acompanhando preferencialmente pratos leves, como saladas e peixes.

Análise Técnica

A procura por um vinho branco diferente, que fugisse da mesmice de Sauvignon Blanc e Chardonnay, foi a motivação da Miolo para produzir este Fortaleza do Seival Viognier, segundo conta o enólogo Miguel Almeida, da Miolo.

Na visão dele, a região de Campanha, no Rio Grande do Sul, a cerca de 60 quilômetros da divisa com o Uruguai, apresentou ótimas condições de clima, solo e pluviosidade para o cultivo da uva Viognier.

O resultado, na visão do especialista, foi um vinho leve, jovem, voltado para o dia-a-dia, com fortes características aromáticas, típicas da cepa, e um frescor excelente tornar dias e noites quentes mais agradáveis.

“Jovem e límpido, este Viognier revela coloração amarelo palha com reflexos esverdados”, informa o especialista. Ainda seguindo o traço típico da uva, Almeida afirma que o  Fortaleza do Seival Viognier 2008 apresenta notas florais combinadas com aromas frutados. “Não sou muito poético e nem de romantizar avaliações, mas esse vinho me faz lembrar pétalas de rosa branca”, descreve o especialista.

No paladar, o enólogo cita o equilíbrio do exemplar como um dos pontos altos. “Leve, seco e com um açúcar residual normal, típico da Viognier, combinado com excelente acidez”, comenta. “Um vinho muito equilibrado, fino, elegante, com uma ótima relação entre qualidade e preço”, adiciona.

Nossa Análise

O Fortaleza do Seival Viognier 2008 é um vinho muito bom, correto e gostoso. Acima de tudo, gostoso. A Viognier é uma uva que merece ser melhor acompanhada pelos apreciadores de vinho e, exatamente por isso, a estréia da cepa na Miolo mereceu atenção especial de MundoVinho.

Elegante, fino e seco, revela uma coloração muito clara, de um amarelo palha quase transparente, com nuances verdes. Límpido e brilhante, extremamente jovem.

Essa juventude também incorre numa explosão de aromas, profundamente agradáveis. Talvez por ser um vinho muito novo, lançado em setembro de 2008 e analisado por nossa equipe no início de outubro do mesmo ano, mostrou todo seu explendor de perfumes: maçã, pêra, melão, citricidade de maracujá, além de presença de pêssego. Com um pouco de atenção, surgem aromas de flores brancas, em especial de rosas.

Na boca, é extremamente leve. Diferente de uvas mais conhecidas, como Sauvignon Blanc e Chardonnay. Os odores se confirmam em sabores, de forma mais marcante em pêra e na citricidade que remete ao maracujá combinado com pêssego.

É bem refrescante, ótimo para os dias quentes de verão e noites temperadas da primavera. Aparece primeiro na ponta da língua e provoca boa salivação. Após o gole, a persistência que fica é entre ligeira e média, de cerca de 4 segundos. Deixa um gostinho adocicado, típico da Viognier.

Aí está um cuidado a ser tomado com o Fortaleza do Seival Viognier. Embora muito equilibrado, seco e com ótima integração entre sabores, acidez e álcool, convém manter o vinho dentro de um balde de gelo e servi-lo aos poucos na taça, porque o açúcar se torna um pouco enjoativo quando a temperatura sobe. Não esperar muito para beber o vinho quando estiver na taça, portanto, é uma recomendação.

Está pronto para o consumo e a safra 2008 deverá manter seu esplendor até o início de 2010. Um vinho de ótima relação entre qualidade e preço para acompanhar refeições leves ou ser bebido como aperitivo, sempre na temperatura de 8ºC.

Harmonização

Aperitivo
Casquinha de siri
Moqueca de camarão
Peixes grelhados
Frutos do mar em geral
Salada verde

Onde Encontrar

Miolo (só vende caixa com 6 unidades)
0800-9704165
www.miolo.com.br

Meu Vinho
(51) 3381-1377 (Porto Alegre)
www.meuvinho.com.br

Copyright® 2020 MundoVinho®. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução
de qualquer texto sem prévia autorização por escrito de MundoVinho®.
Desenvolvimento MadeinWeb Internet Solutions