Vinho
Indicar para um amigo

Polo Amateur Malbec (Finca La Chamiza)

País: Argentina (Maipú – Mendoza)
Safra: 2005
Tipo: Tinto (100% Malbec)
Álcool: 13,50%
Temperatura de consumo: 16ºC a 17ºC
Preço: R$ 28,00

 
ApresentaçãoAnálise TécnicaNossa AnáliseHarmonizaçãoOnde encontrar
Apresentação

Posicionada na bela paisagem aos pés da Cordilheira dos Andes, no Vale do Maipú, em Mendoza, a Finca La Chamiza é uma vinícola relativamente pequena, com produção anual próxima de 800 mil garrafas/ano, considerando-se todos 11 tipos de vinhos ali produzidos (nove tintos e dois brancos).

Mendoza é a mais importante das regiões produtoras de vinhos na Argentina, onde são feitos mais de 80% dos vinhos daquele país. Mesmo com solo pobre e poucas chuvas, a região obtém resultados extraordinários na vitivinicultura, amparados na diversidade de altura, de 500 metros a 1,5 mil metros acima do nível do mar, e na boa incidência solar sobre os vinhedos.

Nos 192 hectares da La Chamiza são plantadas as cepas Malbec, Merlot, Syrah e Cabernet Sauvignon. A empresa adquire produções de cerca de 150 pequenos agricultores da região, com garantia de excelência dos frutos colhidos.

Inspirada no jogo de pólo, bastante tradicional na Argentina, a La Chamiza criou este Polo Amateur: “um jogo espontâneo e vivaz, como nossos vinhos varietais”, afirma a empresa. As mais de 60 mil garrafas produzidas anualmente deste varietal de Malbec, a uva-ícone dos argentinos, chega também às taças de canadenses, mexicanos, dinamarqueses, belgas, alemães, russos e, claro, brasileiros, entre outros.

É formado por 100% de Malbec, sem passar no barril de carvalho, o que garante aspectos joviais ao vinho, com muito frescor e presença de frutas no olfato e no palato. A temperatura de consumo sugerida pelo fabricante é de 16ºC a 17ºC. Este exemplar pode acompanhar bem carnes vermelhas grelhadas e sem molho, como também queijos fortes.

Análise Técnica

"Presença de boca." Para falar deste Polo Amateur Malbec, o sommelier Mauricio Leme, da World Wine, repetiu o termo em pelo menos três oportunidades. “A untuosidade na boca, como se fosse glicerina, muito redondo e preenchendo todos os espaços, é o ponto principal deste vinho”, disse Leme, durante o 10.º Wines of Argentina, realizado em São Paulo em abril de 2007.

O exemplar de safra 2005, corpo médio, mereceu 85 pontos em 100 possíveis na avaliação feita pelo sommelier. Cor rubi intensa, “muito boa” e “brilhante”, foi o destaque do exame visual.

Já no olfato, o especialista apontou o caráter frutado do vinho, com nota máxima (8 pontos) para a persistência, qualificando o exemplar como “muito persistente”. “Há uma explosão de frutas frescas, como ameixa e cereja”, comentou.

As impressões olfativas também se confirmaram na boca, segundo Leme. “A uva Malbec pura se caracteriza por produzir um vinho bastante frutado e, neste caso, arredondado”, salientou. “Este é um típico vinho que o apreciador se encontra fácil na hora de beber, sem surpresas, bastante frutado. É o vinho que sirvo para meus amigos mais acostumados a beber cerveja, exatamente pela facilidade de se tomar”, enfatizou.

Jovem, o Polo Amateur Malbec não merece uma guarda longa, devendo preferencialmente ser consumido num curto espaço de tempo após a compra. “É um vinho equilibrado, quase nada tânico e com pouca acidez. Para experts, seria um bom vinho do dia-a-dia”, observou o sommelier.

Nossa Análise

A Malbec, expressão maior dos vinhos argentinos, quando bem manipulada resulta em vinhos escuros, estruturados e frutados. Assim é este Polo Amateur Malbec, um típico exemplar de DNA argentino, de coloração rubi escuro, bastante frutado, prevalecendo ameixa.

Quando levamos a taça até o nariz, percebemos um aroma bem doce. A idéia imediata é que não tomaríamos um seco, mas sim um vinho doce, com aquele cheiro intenso de compota de ameixa.

Mas, na boca, essa idéia do doce é logo desfeita. Prevalece, sim, o gosto de frutas, mas seco. A acidez, que dá a sensação de frescor agradável ao vinho e que resulta em salivação, é leve e equilibrada com o álcool. Por isso, prevalece o sabor de frutas deste vinho.

O mesmo pode ser dito com relação aos taninos, a substância que confere adstringência ao vinho, que também estão muito bem comportados. Embora o corpo deste exemplar seja chamado de “médio”, não seria exagero dizer que ele parece “encorpado”. Provavelmente, essa sensação é trazida principalmente pelo jeitão “aveludado” do líquido, viscoso na boca.

No retrogosto, aquela sensação deixada pelo vinho na boca, é curta, de cerca de 2 a 3 segundos depois de engolido. Mas, pelo conjunto da obra, podemos dizer que este Polo Amateur Malbec é muito gostoso, fácil de beber e que pode acompanhar perfeitamente bem um daqueles encontros queijo-e-vinho.

Harmonização

Carnes vermelhas grelhadas e sem molho
Carnes vermelhas assadas
Faisão ou outra ave de caça com molho de ameixa ou adocicado

Onde Encontrar

World Wine
Telefone (11) 3315-7477
www.worldwine.com.br

Copyright® 2019 MundoVinho®. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução
de qualquer texto sem prévia autorização por escrito de MundoVinho®.
Desenvolvimento MadeinWeb Internet Solutions