Vinho
Indicar para um amigo

Costa do Pombal Rosé (Vallegre)

País: Portugal (Pinhão – Douro)
Safra: 2006
Tipo: Rosé (Touriga Franca, Tinta Roriz e Tinta Barroca)
Álcool: 12,50%
Temperatura de consumo: 8ºC a 16ºC
Preço: R$ 15,50

 
ApresentaçãoAnálise TécnicaNossa AnáliseHarmonizaçãoOnde encontrar
Apresentação

O Douro é muito mais do que os sensacionais Vinhos do Porto. A região portuguesa, fabuloso cartão postal da vinicultura do planeta, oferece boas opções também de vinhos tranquilos brancos, tintos e rosés, como esse Costa do Pombal Rosé.

Elaborado pela Vallegre, famosa  produtora local de Vinhos do Porto, resulta de um assemblage das castas Touriga Franca, Tinta Roriz e Tinta Barroca, todas características da região, em proporções não informadas pela fabricante.

No Douro, os vinhedos estão instalados em encostas vertiginosas de morros e montanhas. Parecendo escamas, as vinhas se estabelecem em degraus e são sustentadas por muros. A terra é composta de xisto e caucário, em solo pedregoso, o que obrigou os produtores a usarem dinamite, em muitos casos, para destruir as rochas e permitir o plantio das vinhas. Dias muito quentes no verão e frio intenso no inverno caracterizam o local, também sob forte influência do frescor gerado pelo Rio Douro.

A produção do Costa do Pombal Rosé se inicia pela colheita manual das uvas, típico do Douro, espremedura e vinificação em frio, em cubas de inox, com estabilização do vinho após engarrafamento. Cerca de 12 mil garrafas são importadas, por ano, pela Malbec do Brasil.

MundoVinho avaliou a safra 2006 do exemplar, que está pronto para consumo, com temperatura de serviço de 8ºC a 16ºC e pode ser servido como aperitivo ou acompanhando uma refeição.

Análise Técnica

O Costa do Pombal Rosé tem apresentado evolução ao longo das safras, explica o gerente da Malbec do Brasil, importadora do exemplar, Acácio Ferreira. “Desde 2002, importamos esse vinho e notamos que ele tem crescido em termos de sabor e aromas”, afirma, ao destacar o bom desempenho da safra 2006.

Segundo ele, o vinho apresenta uma coloração rosé puxada para cereja, brilhante, indicando juventude. Os odores exauridos também confirmam, de acordo com o especialista, o perfil jovem do Costa do Pombal Rosé. “Os aromas são frutados, com muito frescor e remetem a frutos vermelhos”, assinala.

“Leve e fácil de beber”, nas palavras de Ferreira, “o vinho apresenta uma interessante integração entre a acidez, o álcool e o corpo”. “E a estrutura de corpo permite que ele agrade mesmo em dias frios, sendo servido numa temperatura mais elevada, de 8ºC a 12ºC até 15ºC ou 16ºC, nesse último caso, nota-se melhor o corpo do vinho”, informa.

O gerente da Malbec do Brasil observa que, em Portugal, o Costa do Pombal Rosé costuma ser servido acompanhando pratos a base de peixes, camarões ou sardinha na brasa. “Diria se tratar de um vinho gastronômico, mas que também vai muito bem como aperitivo”, relata.

Nossa Análise

Romper a resistência de consumidores aos vinhos rosés tem sido um dos desafios assumidos por MundoVinho. O Costa do Pombal Rosé é um dos exemplares a merecer indicação, exatamente nesse processo de quebra de resistências, a começar por sua relação de qualidade e preço extremamente positiva.

Três uvas-ícones do Douro formam esse vinho: Touriga Franca, muito aromática; Tinta Roriz, que aporta tanicidade e aromas; e Tinta Barroca, estruturada e que melhora o corpo dos vinhos.

O resultado é que o exemplar de coloração rosado, puxado para salmão, brilhante e que forma auréola transparente na borda, se destaca mais pelos aromas do que propriamente na boca.

Perfumado, exala cheiro de frutas vermelhas frescas, com destaque para cereja e morango, levemente adocicado no olfato, além de apresentar aspectos florais.

No paladar, o sabor não é muito intenso, surgindo o vinho no meio da língua de forma refrescante. A boa acidez provoca salivação em quantidade média, sem exageros, e há uma boa integração com o álcool de 12,5%. Mais do que sabores frutados, percebe-se um leve toque de pimenta e uma ponta salgada, além de um leve amargor.

O Costa do Pombal Rosé se comportou melhor com temperaturas mais elevadas, algo como 15ºC, pois foi possível explorar melhor seu corpo e harmonizou melhor com um prato a base de peito de frango grelhado. Vai melhor como acompanhamento gastronômico do que como aperitivo, portanto.

Harmonização

Aperitivo
Aves assadas
Camarão
Pratos a base de peixe
Saladas com queijos como mussarela de búfala e permesão
Sardinha na brasa e batata ao murro

Onde Encontrar

Malbec do Brasil
(11) 3274-1360 (São Paulo)
www.malbecdobrasil.com.br

Copyright® 2018 MundoVinho®. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução
de qualquer texto sem prévia autorização por escrito de MundoVinho®.
Desenvolvimento MadeinWeb Internet Solutions