Vinho
Indicar para um amigo

Chateau Haut Badon (Haut Badon)

País: França (St. Emilion – Bordeaux)
Safra: 2005
Tipo: Tinto (Merlot, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc)
Álcool: 12,50%
Temperatura de consumo: 16ºC a 18ºC
Preço: R$ 103,00

 
ApresentaçãoAnálise TécnicaNossa AnáliseHarmonizaçãoOnde encontrar
Apresentação

De St. Emilion Grand Cru, na margem direita de Bordeaux, na França, nasce este Chateau Haut Badon, um tinto seco elaborado pelo corte das tradicionais uvas bordolesas Merlot, Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc, em proporções não divulgadas.

As vinhas são próprias do produtor e estão posicionadas do planalto de St. Emilion, onde a colheita é manual e o rendimento de uva por hectare é baixo, caracterizando o cuidado da vinícola em selecionar apenas os melhores frutos para a produção do vinho.

O processo de vinificação combina aspectos modernos, em tanques de aço inoxidável com controle de temperatura, e a tradição de maturar o vinho em barricas de carvalho francês, para depois ser engarrafado e disponibilizado ao mercado.

No Brasil, o Haut Badon 2005 faz parte do portfólio da Ville Du Vin e figurou como uma das boas opções de vinhos bordoleses na faixa dos R$ 100 apresentados no projeto “Bordeaux ao seu Alcance”, desenvolvido em algumas lojas da rede e promovido pelo Conselho Interprofissional dos Vinhos de Bordeaux, de 27 de novembro até 7 de dezembro de 2009. O projeto teve como objetivo desmistificar a inacessibilidade desses vinhos franceses ao grande público brasileiro, apreciador da bebida.

Ideal para acompanhar pratos contendo massas com molhos vermelhos, carnes vermelhas assadas, carnes de aves escuras, como de coelho, o Haut Badon 2005 é uma bela opção para o dia a dia ou ainda em refeições não muito pretensiosas. Deve ser consumido com temperatura entre 16ºC e 18ºC.

Análise Técnica

Para o presidente da Associação Brasileira de Sommeliers de São Paulo (ABS-SP), Gustavo Andrade de Paulo, o Haut Badon 2005 é um vinho bem correto, e que cumpre um belo papel acompanhando pratos do dia a dia, principalmente os que contenham rosbife, carnes vermelhas menos estruturadas, carne de coelho e ainda uma massa com molho vermelho.

De coloração vermelho rubi, reflexos violáceos e certa transparência na taça, o Haut Badon, na opinião do especialista, apresentou uma boa complexidade aromática lembrando alcaçuz, frutas negras, especiarias e um toque de tostado.

Na boca, Paulo destacou o corpo médio deste tinto seco, a boa qualidade dos taninos e o equilíbrio do Haut Badon 2005. “Este é um Bordeaux correto, gostoso e de qualidade dentro de sua proposta de ser um vinho do dia a dia”, explica.

Sobre a persistência do vinho, o especialista afirmou ser este tinto um vinho meio ligeiro, característica também esperada dentro de sua proposta de ser uma opção despretensiosa.

O presidente da ABS-SP entende que o Haut Badon 2005 já está pronto para o consumo, devendo ser servido entre as temperaturas de 16ºC a 18ºC.

Nossa Análise

Concordamos com o presidente da Associação Brasileira de Sommeliers de São Paulo (ABS-SP), Gustavo Andrade de Paulo, quando ele afirma ser este Chateau Haut Badon 2005 um tinto para ser apreciado durante refeições do dia a dia.

Para quem deseja iniciar-se na experimentação de vinhos de Bordeaux, um dos principais celeiros mundiais da vinicultura, essa é uma boa pedida, dada sua interessante relação de qualidade e preço. Geralmente, os vinhos bordoleses chegam ao mercado com preços um pouco salgados, embora, na média, contem também com qualidade acima da média de outras regiões produtoras.

Correto e gostoso, este tinto pode até ser degustado com pratos mais elaborados, porém leves e que não exijam muito do vinho, como carnes vermelhas magras assadas, como rosbife, uma massa com molho vermelho, carne de aves escuras, incluindo peru, e até mesmo um prato com coelho.

Sua coloração é vermelho rubi escuro, brilhante e límpido, com reflexos violáceos que demonstram ainda certa juventude da bebida. Seus aromas são intensos de frutas negras e vermelhas, além de toques de especiarias e um tostado que também denuncia a passagem do vinho por barris de carvalho francês durante o processo de vinificação.

Na boca, o Haut Badon 2005 é um tinto seco com corpo (sensação tátil na língua) de leve para médio, taninos (sensação adstringente, que amarra lábios e gengivas) presentes, mas suaves e passageiros, ou seja, finos. Boa acidez (sensação refrescante que provoca salivação) e álcool imperceptível são outras qualidades do vinho, considerado ainda de persistência ligeira de aromas e sabores na boca depois do gole.

Está pronto para consumo entre 16ºC a 18ºC.

Harmonização

Carnes vermelhas assadas
Carnes de aves (peru)
Rosbife
Massas com molho vermelho
Coelho

Onde Encontrar

Ville Du Vin
(11) 4208-6061 (Grande São Paulo)
www.villeduvin.com.br

Copyright® 2017 MundoVinho®. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução
de qualquer texto sem prévia autorização por escrito de MundoVinho®.
Desenvolvimento MadeinWeb Internet Solutions