Vinho
Indicar para um amigo

Salton Tradicional Espumante Brut (Vinícola Salton)

País: Brasil (Distrito de Tuiuty – Bento Gonçalves – RS)
Safra: -
Tipo: Espumante (Chardonnay e Riesling)
Álcool: 11,50%
Temperatura de consumo: 6ºC a 8ºC
Preço: R$ 22,00

 
ApresentaçãoAnálise TécnicaNossa AnáliseHarmonizaçãoOnde encontrar
Apresentação

O Salton Tradicional Espumante Brut é o produto mais popular da vinícola gaúcha. Sua produção supera, de longe, a casa de 1 milhão de garrafas por ano. Sua principal virtude reside na ótima relação entre qualidade e preço, ao mesmo tempo em que é facilmente encontrado, desde lojas sofisticadas de vinhos até algumas mercearias de bairro. É, dessa maneira, um espumante democrático voltado para a celebração de momentos especiais, como as festividades de Ano Novo, por exemplo.

A fabricação fica no Distrito de Tuiuty, de Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, pólo da vitivinicultura brasileira. A composição do corte, formado por Chardonnay e Riesling, oscila em cada safra, não sendo divulgada pela empresa, como também não é apresentada a safra (vinho não safrado). Preserva-se, segundo o enólogo e diretor-técnico da Salton, Lucindo Copat, a determinação técnica de não 15 gramas de açúcar por litro para receber a denominação “brut”.

As uvas são cultivadas na região que se caracteriza por solos areno-argilosos ácidos, em uma importante integração com o clima úmido e temperado, de dias ensolarados e noites muito frias. Depois de colhidas, as cepas seguem para prensagem pneumática de baixa pressão, que extrai o suco da uva. A bebida é clarificada e o mosto é fermentado a baixa temperatura com leveduras selecionadas em tanques de inox, pelo método Charmat.

Deve ser consumido com temperatura entre 6ºC e 8ºC, devendo ser mantido num balde com gelo e água após aberto. Esse espumante versátil pode acompanhar refeições ou ser servido como aperitivo, em coquetéis.

MundoVinho avaliou o Salton Tradicional Espumante Brut em dezembro de 2009.

Análise Técnica

É na versatilidade que o Salton Tradicional Espumante Brut abriga sua força, avalia o enólogo e diretor-técnico da Vinícola Salton, Lucindo Copat. O especialista afirma que, ainda que se trate de um espumante “simples e correto”, esse brut enfrenta bem situações díspares, como um simples aperitivo para um evento ou um espumante para escoltar um prato gastronômico a base de frutos do mar. “Para quem não quer errar numa celebração ou em evento, o espumante brut sempre é o melhor curinga”, ensina o especialista.

De acordo com ele, o exemplar apresenta coloração amarelo palha com reflexos esverdeados, brilhante, e um abundante desprendimento do fundo da taça de pequenas borbulhas, gerando boa quantidade de espuma e persistência adequada. “É um vinho muito superior à média dos produzidos pelo método Charmat”, observa.

Segundo ele, as leveduras especiais utilizadas pela Salton despertam notas aromáticas de pão torrado e fermento seco.  Além disso, aponta o enólogo, há odores florais, como flor de acácia, e frutas cítricas e de maçã verde. “O sabor é fresco e agradável, cremoso, e sem resíduo de açúcar”, descreve, ao destacar, ainda, a acidez correta e o equilíbrio com os 11,5% de álcool.

Nossa Análise

É importante que, em alguns momentos do ano, sobretudo em celebrações, como o Ano Novo ou uma cerimônia de casamento, seja possível contar com vinhos fáceis de serem comprados e que sejam bons, agradando aos convidados e anfitriões.

O Salton Tradicional Espumante Brut atende a esse requisito e tem uma boa relação entre qualidade e preço. É produzido em grande escala e, por isso, tende a ter um custo moderado.

Conta com uma coloração brilhante, amarelo palha, com belo reflexo esverdeado, indicando a juventude do exemplar. Vale a pena prestar atenção no volume de borbulhas, de tamanho médio para pequeno, em desprendimento constante no fundo da taça, em linha reta, num claro sinal de qualidade. A coroa de espuma que se forma é de volume razoável e com persistência adequada.

Os aromas remetem, essencialmente, para flores, como acácia, resultado da presença da cepa Riesling. Outros cheiros, de frutas cítricas como abacaxi e maracujá, também facilmente notáveis, são aportados pela uva Chardonnay. A combinação é concluída por cheiro forte de maçã verde e pão tostado.

Na boca, tem uma boa apresentação, “pinicando” a ponta da língua e preenchendo bem os cantos da boca, com cremosidade. Tem boa acidez, provocando salivação abundante, e, depois do gole, não deixou sabor residual doce, reforçando a qualidade do produto.

Pode, portanto, ter bom desempenho em situações descompromissadas, como também não comprometerá os brindes comemorativos escoltando pratos a base de frutos do mar ou canapés. Deve ser servido com temperatura de 6ºC a 8ºC.

Harmonização

Aperitivo
Canapés
Queijos suaves
Peixes
Frutos do mar
Massas com molhos suaves

Onde Encontrar

Vinícola Salton
(11) 6959-3144 (São Paulo) ou (54) 2105-1000 (Bento Gonçalves)
www.salton.com.br

Copyright® 2020 MundoVinho®. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução
de qualquer texto sem prévia autorização por escrito de MundoVinho®.
Desenvolvimento MadeinWeb Internet Solutions