Vinho
Indicar para um amigo

Callia Alta Chardonnay Torrontés (Bodegas Callia)

País: Argentina (Vale do Tulúm - San Juan)
Safra: 2007
Tipo: Branco (70% Chardonnay e 30% Torrontés)
Álcool: 13,50%
Temperatura de consumo: 12ºC a 14ºC
Preço: R$ 27,90

 
ApresentaçãoAnálise TécnicaNossa AnáliseHarmonizaçãoOnde encontrar
Apresentação

O Callia Alta Chardonnay e Torrontés faz parte de uma das linhas de vinhos de entrada da Bodegas Callia, a qual os rótulos são mais simples, porém em linha com as produções de qualidade da vinícola de San Juan, na Argentina.

As uvas Chardonnay e Torrontés foram colhidas manualmente nas primeiras horas da manhã de janeiro de 2007, e transportadas até a vinícola em caixas que suportam até 18 kg de frutos, para mais uma seleção manual na hora do desengace e início do processo de vinificação.

Esses parreirais se localizam no Vale do Tulúm, em San Juan, numa zona considerada pré-cordilheira dos Andes. Ali, a luminosidade solar é altíssima e chove-se muito pouco, algo em torno de 200 mm por ano. A temperatura média anual é de 17ºC, sendo que durante os dias do verão alcança até 35°C, baixando para 15ºC nas noites, ou seja, uma amplitude térmica de pelo menos 15 graus que contribui para o melhor amadurecimento e concentração das uvas.

No processo de vinificação, a maceração e a fermentação acontecem com controle de temperatura e os vinhos das uvas estagiam apenas em tanques de aço inox antes da mistura na proporção de 70% de Chardonnay e 30% para Torrontés e do engarrafamento.

O resultado final é um vinho refrescante, que não deve passar de 2010 (caso da safra avaliada, de 2007) para ser aberto e degustado gelado. Para acompanhá-lo com comida, as sugestões são peixes e frutos do mar. A importadora Decanter recomenda harmonizar com pratos da cozinha indiana e tailandesa, como camarão ao curry, além de moqueca baiana de siri mole, dentre outros.

MundoVinho experimentou esse branco seco em abril de 2010, no restaurante Ávila, em São Paulo, durante degustação da importadora.

Análise Técnica

No restaurante Ávila, em São Paulo, o sommelier da Decanter, Luiz Henrique Schimmit, apresentou esse Callia Alta Chardonnay Torrontés branco em degustação da importadora.

Na avaliação visual, o especialista descreveu a cor amarelo palha do exemplar, sua limpidez e brilho corretos para um vinho branco leve e refrescante.

Em relação aos aromas, o especialista e executivo da Decanter em São Paulo, Cezar França, também forneceu suas impressões, destacando a boa intensidade de aromas do vinho, que lembraram frutas cítricas, em especial limão siciliano.

“O limão siciliano se destaca no aroma e no final de boca, comprovando ser esse vinho da Callia muito refrescante”, afirmou o especialista e executivo. Na boca, ainda segundo França, este branco seco argentino se mostrou um vinho leve, refrescante com uma acidez gostosa, além do já citado final de boca de limão siciliano.

Tanto a recomendação de Schimmit quanto a de França é para abertura imediata da safra 2007 do Callia Alta Chardonnay Torrontés, a ser servido gelado e acompanhando pratos que contenham peixes e frutos do mar, como uma lula à dorê. A importadora ainda dá como sugestão de harmonização pratos indianos e tailandeses como camarão ao curry. Também indica para harmonizar com moqueca baiana de siri mole.

Nossa Análise

Um vinho muito refrescante, com aromas intensos cítricos e leve. Essas são as principais características do Callia Alta Chardonnay Torrontés para a equipe MundoVinho, que experimentou o exemplar em degustação no restaurante Ávila, em São Paulo, em abril de 2010.

Visualmente, esse branco argentino de San Juan apresentou coloração amarelo palha, limpidez e brilho corretos e esperados. No nariz, um dos destaques desse vinho foi sua intensidade aromática, em especial o aroma exalado de casca de limão ou de limão siciliano, bem perceptíveis e deliciosos. Seus aromas são, basicamente, cítricos.

Na boca, trata-se de um vinho seco, leve e com acidez (sensação refrescante que provoca salivação) esperada para um branco jovem. No final de boca, o limão siciliano aparece novamente, no contexto de uma persistência media do vinho depois do gole.

MundoVinho indica o consumo desse Callia Alta Chardonnay Torrontés em dias quentes e ensolarados, em momentos de descontração, como à beira de uma piscina, ou também para ser degustado em restaurantes de praia, com o intuito de ser uma bebida para se refrescar. Deve ser servido gelado e sua garrafa permanecer dentro de um balde com gelo e água para que a temperatura seja mantida.

Ele também será uma boa opção de vinho branco para acompanhar pratos que contenham frutos do mar e peixes. Lulas salteadas no azeite, ou mesmo à dorê, são opções interessantes para esse branco.

A importadora Decanter ainda recomenda a harmonização do Callia Alta Chardonnay Torrontés com comidas tailandesas e indianas, como camarão ao curry. Uma moqueca baiana de siri molo também é opção.

Harmonização

Frutos do Mar
Peixes
Sashimi
Lulas salteadas no alho e limão ou à dorê
Moqueca baiana de siri mole

Onde Encontrar

Decanter
(11) 3074-5454 (São Paulo) e (47) 3326-0111 (Blumenau)
www.decanter.com.br

Copyright® 2020 MundoVinho®. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução
de qualquer texto sem prévia autorização por escrito de MundoVinho®.
Desenvolvimento MadeinWeb Internet Solutions