Vinho
Indicar para um amigo

MN Expressive Rose (Mare Nostrum)

País: França (Languedoc-Roussillon)
Safra: 2005
Tipo: Rosé (100% Syrah)
Álcool: 13,50%
Temperatura de consumo: 12ºC a 15ºC
Preço: R$ 35,00

 
ApresentaçãoAnálise TécnicaNossa AnáliseHarmonizaçãoOnde encontrar
Apresentação

Situada no Sudoeste da França, a região vinícola do Languedoc-Roussillon é conhecida como os “vinhedos do Sol”, por estar posicionada na região ensolarada do Sul do país e também por sofrer fortes influências do Mar Mediterrâneo.

Até alguns anos atrás, a região quase havia caído no esquecimento, ofuscada pelas famosas regiões de Bordeaux, Borgonha, Champagne, Alsácia, produtoras de vinhos excepcionais. E também porque durante muito tempo o Languedoc-Roussillon concentrou a fabricação dos chamados vins de table, simples e pouco reconhecidos pelos franceses.

Agora, a região vive um novo momento, revitalizada. Transformou-se  em uma nova fronteira de produção de vinhos.

A Mare Nostrum é uma empresa com produção em diversos países europeus e que conta com apenas 37 hectares no Languedoc-Roussillon. Ali, são cultivadas três cepas (Syrah, Cabernet Sauvignon e Chardonnay), com produção de cerca de 300 mil garrafas/ano, sendo 110 mil deste MN Expressive Rose.

Usam também tecnologia de ponta e técnicas até então pouco apreciadas pelos franceses, como a fermentação a frio, método de controle da temperatura artificial, na casa de 2ºC a 4ºC, para manter o caráter frutado e a juventude dos vinhos.

Assim acontece com este MN Expressive Rose, um exemplar simples, jovem e que reflete bem o que acontece de novo na vitivinicultura da França, bastante influenciada pela globalização.

Esse vinho deve ser consumido em até um ano, para manter seu frescor e aroma intenso de frutas. A importadora Assemblage Vinhos recomenda que seja mantido, durante o consumo, em um balde com gelo.

Análise Técnica

Degustamos o MN Expressive Rose com Christian Georges Barbié, diretor da Assemblage Vinhos, responsável pela importação do exemplar, durante a 11ª Expovinis, realizada em São Paulo em abril de 2007. “A proposta da Mare Nostrum neste rosé foi de produzir um vinho sem compromisso, sem querer analisar demais”, afirmou o especialista. “É um vinho descontraído, para o dia-a-dia.”

Ele concedeu 80 pontos em 100 possíveis ao vinho, com destaque para o exame visual de cor “muito boa” (8 pontos) e limpidez “brilhante” (8 pontos). “Diferentemente da média dos rosés, de coloração vermelha, este é alaranjado, bem intenso”, comentou.

Também ponderou que o vinho é bastante fino, intenso e persistente em seus aromas de frutas cítricas. “É um olfato que não desagrada, mesmo sendo intenso, muito penetrante, e que persiste no nariz”, analisou.

O “calor” da região do Languedoc-Roussillon também se mostra no vinho. Mesmo com o álcool de 13,5%, bastante adequado para um rosé, Barbié comenta que as uvas da localidade carregam essa sensação de líquido “quente” na boca. Sensação compensada, logo em seguida, enfatizou ele, pelo frescor e acidez do vinho.

“Não diria que este vinho é finíssimo, até porque a acidez se revela logo na entrada e é bastante cítrico, mas sem ser agressivo, o que o torna, sem dúvida, um exemplar muito equilibrado”, salientou. “Tem um caráter próprio, marcante”, acrescentou.

Nossa Análise

O que mais marca o MN Expressive Rose, de uva Syrah e safra 2005, é a acidez. Você bebe o vinho e sua boca continua com uma sensação muito agradável, permanecendo, durante muito tempo, a salivação.

Num típico rosé, este vinho se revela bastante jovem, com leveza na boca, apesar de algum amargor logo no início. Há forte presença de frutas cítricas, algo parecido com limão siciliano, e um sabor um pouco amargo persiste na boca. Mas, insistimos, impressiona a salivação que continua, deixando a boca “molhada”.

A acidez e a sensação agradável do frescor já podiam ser notadas previamente no olfato, também marcado pelos aromas de frutas cítricas.

Deve necessariamente ser bebido gelado, mas é também muito interessante a evolução na taça quando passam alguns minutos e a temperatura sobe um pouco. Neste momento, o nariz capta uma mutação dos aromas, aparecendo um pouco de morango, cassis e flor-de-laranjeira, mantendo um toque de cítrico no vinho.

Na boca persiste, entretanto, a deliciosa sensação de frescor, mantendo também o equilíbrio. É ligeiro, com o gosto resistindo por pouco tempo e a boca já pedindo mais um gole. Perfeito para um bate-papo despretensioso com amigos.

Harmonização

Aperitivo
Cordeiro na brasa
Pizzas

Onde Encontrar

Assemblage Vinhos
Rua Booker Pittman, 270, CEP 04719-060, Granja Viana, São Paulo - SP
Telefone: (11) 5183-4160
info@assemblagevinhos.com.br

Copyright® 2017 MundoVinho®. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução
de qualquer texto sem prévia autorização por escrito de MundoVinho®.
Desenvolvimento MadeinWeb Internet Solutions