Vinho
Indicar para um amigo

La Baume Chardonnay 2005 (Herdade de La Baume)

País: França (Languedoc-Roussillon)
Safra: 2005
Tipo: Branco (100% Chardonnay)
Álcool: 14,00%
Temperatura de consumo: 8ºC a 10ºC
Preço: R$ 30,00

 
ApresentaçãoAnálise TécnicaNossa AnáliseHarmonizaçãoOnde encontrar
Apresentação

A Herdade de La Baume está localizada próximo a Béziers, no Sul da França, ao lado do Mediterrâneo, na região do Languedoc-Roussillon. É uma casa bi-secular, estabelecida pela Família Prat, e que pertence ao grupo Les Grands Chais de France (LGCF), este último, detentor de 17% de toda a produção de vinhos franceses, comercializando fenômenos de venda como os exemplares das marcas J.P.Chenet e Baron D’Arignac, entre outros.

Este La Baume Chardonnay, assim como outros vinhos da Herdade, é extraído dos cerca de 30 hectares de vinhas plantadas pela La Baume em terras próprias (50% da propriedade) e de outros 350 hectares de outros produtores da região.

É no Languedoc-Roussillon que se concentra também, atualmente, a maior área de vinhedos do mundo, com o cultivo de 300 mil hectares.

Três enólogos conduzem os vinhedos da La Baume, contanto, na época das vindimas, com apoio de uma equipe internacional. O modelo de produção prioriza o frescor dos vinhos, com vinificação e descanso em tanques de inox com temperatura controlada.

São elaboradas anualmente cerca de 60 mil garrafas deste La Baume Chardonnay, de acordo com gerente de exportação da vinícola, Walter Cramer. O vinho está pronto para consumo, devendo ser bebido, no máximo, em três anos.

Análise Técnica

Para melhor entender a proposta de um vinho, é preciso antes compreender quais foram as intenções do enólogo responsável pela obra no momento da elaboração, avisa o sommelier da importadora La Pastina, Maurício Leme. “E a proposta do La Baume Chardonnay é o frescor”, resume.

Assim, ele destaca o frescor “extremamente agradável” do olfato e paladar deste exemplar. “É um Chardonnay dotado do frescor e da delicadeza da Sauvignon Blanc”, comenta.

No exame olfativo, destacou a presença de aromas cítricos, sobressaindo limão siciliano e um pouco de abacaxi não maduro. “Também tem o interessantíssimo cheiro de pedra branca molhada, de fundo de rio”, aponta.

Reforçou, logo depois, o caráter refrescante no exame gustativo, com a confirmação de sabores frutados e seu equilíbrio com acidez e álcool. “É um vinho bastante ácido, embora não pareça, exatamente por estar integrado com o frescor e álcool”, ressalta.

A untuosidade é de média para baixa, segundo o especialista, compondo adequadamente ao conjunto do exemplar. “Tem também a persistência média no retrogosto, com um leve toque doce, muito interessante”, analisa, ao recomendar o serviço em temperatura de 8ºC a 10ºC para a preservação das características jovens do exemplar. “A harmonização com queijo de cabra é muito feliz”, acrescenta.

Nossa Análise

A Herdade de La Baume quis e conseguiu produzir um vinho em que o frescor fosse o ponto alto. Sem dúvida, algo que se sobrepõe neste La Baume Chardonnay é a sensação refrescante, muito agradável, provocadora de salivação.

Como Languedoc-Roussillon é bastante quente, também conhecida como a região dos “venhedos do Sol”, dada a proximidade ao Mar Mediterrâneo, era de se esperar que esse vinho apresentasse características “quentes”, ou seja, com maior presença de álcool, como muitos dos produzidos no local.

Isso não acontece, porém, porque o processo de vinificação, segundo a La Baume, é feito com temperaturas baixas e controladas. O vinhedo também está posicionado em uma área que sofre influência das correntes marítimas, de ventos frios durante a noite. Portanto, de certa forma, os enólogos da vinícola conseguiram “transformar” o vinho.

Também chama atenção, tanto no cheiro como no gosto, a presença de frutas cítricas, como maracujá e limão, no olfato, e casca de laranja, nectarina e limão, no sabor.

Passado alguns minutos, apresentou um certo amargor na boca, não a ponto de ser desagradável, mas que não passa despercebido. O retrogosto deixado após o gole é bastante ligeiro, de menos de 3 segundos, compensado, em parte, pelo sabor agradável do vinho, que provoca o desejo de continuar bebendo.

Um vinho que serve como acompanhamento para uma refeição ou para alegrar um bom papo em uma tarde ensolarada.

Harmonização

Queijo de cabra
Queijos frescos
Carnes brancas grelhadas
Peixes e frutos do mar em diversas preparações
Aves com molhos untuosos

Onde Encontrar

La Pastina
Rua da Alfândega, nº 146, Brás, São Paulo-SP
Telefone: (11) 3315-7477
www.lapastina.com.br

Copyright® 2017 MundoVinho®. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução
de qualquer texto sem prévia autorização por escrito de MundoVinho®.
Desenvolvimento MadeinWeb Internet Solutions