Vinho
Indicar para um amigo

Nero della Greca 2003 (Cardeto)

País: Itália (Úmbria – Orvieto)
Safra: 2003
Tipo: Tinto (85% Sangiovese, 15% Merlot)
Álcool: 14,00%
Temperatura de consumo: 18ºC
Preço: R$ 79,00

 
ApresentaçãoAnálise TécnicaNossa AnáliseHarmonizaçãoOnde encontrar
Apresentação

A principal característica do produtor Cardeto é a excelente relação entre qualidade e preço de seus vinhos, na qual a vinícola consegue aliar elevado padrão sem cobrar muito por isso.

A alta qualidade provém de uvas cultivadas em 1,2 mil hectares de plantações, a grande maioria na zona clássica de Orvieto, na Úmbria, Itália Central, local onde há boa afinidade entre o solo – argila calcária rica em fósseis que transfere corpo e acidez ao vinho – e o clima úmido do outono, tanto para as cepas brancas como para as tintas.

Sob a responsabilidade dos enólogos Riccardo Cotarella e Maurílio Chioccia, as cepas colhidas seguem para a cantina Cardeto, que se utiliza de equipamentos modernos para o processo de vinificação. O produtor tem, entretanto, o cuidado de não perder o víeis artístico e tradicional do Velho Mundo na elaboração de vinhos. 

As uvas desse Nero della Greca foram prensadas por um equipamento totalmente moderno, que substitui o método no qual os frutos eram pisados por jovens senhoritas, a uma temperatura controlada de 14°C. Após prensagem e desengace, o vinho seguiu por períodos de mais de seis meses de envelhecimento em madeira, até ser engarrafado.

Mesmo sendo um vinho premium, pode ser consumido imediatamente ou permanecer guardado até 10 anos, contanto que em temperatura correta e protegido da luz. Deve sempre ser servido a 18°C e, necessariamente, deve ser acompanhamento de um prato, como um filé mignon com molho de trufas negras.

Análise Técnica

O Nero della Greca foi analisado pelo sommelier e responsável pela filial da Decanter em São Paulo, Cezar França. A primeira observação feita por ele foi o fato do vinho ser bastante encorpado, com cor rubi intensa e consistente, que garantiram notas máximas no exame visual deste exemplar italiano.

No exame olfativo, França considerou o vinho bastante fino, exalando diversos aromas de qualidade e persistentes, com destaque para os odores de frutas vermelhas, tons de ervas e de especiarias doces.

Na etapa seguinte de avaliação, o exame gustativo, o sommelier ressaltou o equilíbrio quase que perfeito do vinho: todos os seus componentes (álcool, tanino, acidez e açúcar) se apresentam em harmonia. Além disso, se mostrou um vinho encorpado, de qualidade, com persistência de sabores frutados sentidos mesmo depois de engolido.

De acordo com França, a adição de 15% de uvas Merlot no Nero della Greca tem o objetivo de suavizar principalmente os taninos (substância que amarra os lábios e as gengivas) do vinho, transferindo mais qualidade ainda ao rótulo.

O sommelier afirmou também que o Nero della Greca merece ser degustado em taças altas e necessita sempre de um prato para acompanhá-lo, dada a riqueza de extrato seco e elevado equilíbrio.

Nossa Análise

Aroma de pimenta com especiarias, algo como pimenta do reino, foi a primeira grande sensação sentida do Nero della Greca na taça, durante degustação realizada por MundoVinho. Agitando mais um pouco a taça, explodem novos aromas, agora os de frutas vermelhas, bastante intensos, além de um toque sutil de ervas. O odor exalado ainda é levemente adocicado.

Impressiona também a cor deste exemplar, um rubi brilhante e bastante concentrado, facilmente identificado pela não passagem da luz através da bebida ao se posicionar a taça contra a lâmpada.

No passo seguinte, o cheiro de frutas vermelhas se transforma em sabores na boca. Além do caráter frutado, graças a complexidade do Nero della Greca, surgem no paladar outros gostos: pimenta do reino e algo de cravo da índia.

A concentração do líquido denota a presença no vinho de altos níveis de tanino, acidez e álcool. Contudo, a bebida se mantém harmônica, sem sobreposição de nenhum desses componentes. Também reafirma o bom corpo e qualidade do exemplar premium a persistência do sabor, longa, de mais de seis segundos após o gole.

Com tantas qualidades, essa produção da vinícola Cardeto é mais indicada para ser a estrela durante um jantar, um vinho a ser servido em harmonia com refeição. Abrir o cardápio do encontro ou ser tratado como “coadjuvante” antes do prato principal pode comprometer a performance do vinho que o sucederá.

Harmonização

Bisteca bovina assada
Leitoa assada com alho e funcho
Pappardelle com ragú de javali
Medalhões de filé com molho de trufas negras

Onde Encontrar

Decanter
(11) 3074-5454 (São Paulo) ou (47) 3326-0111 (Blumenau)
www.decanter.com.br

Copyright® 2020 MundoVinho®. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução
de qualquer texto sem prévia autorização por escrito de MundoVinho®.
Desenvolvimento MadeinWeb Internet Solutions