Vinho
Indicar para um amigo

Champagne Drappier Cuvée Charles de Gaulle (Maison Drappier)

País: França (Urville - Cote des Bar - Champagne)
Safra: 2002
Tipo: Espumante (80% Pinot Noir e 20% Chardonnay)
Álcool: 12,00%
Temperatura de consumo: 7ºC
Preço: R$ 218,00

 
ApresentaçãoAnálise TécnicaNossa AnáliseHarmonizaçãoOnde encontrar
Apresentação

A Drappier Cuvée Charles de Gaulle é uma homenagem da Maison Drappier ao famoso general francês, criada para as comemorações de 50 anos do “Chamado do 18 de junho”, data na qual de Gaulle, em pronunciamento na rádio BBC de Londres, buscou arregimentar adeptos à resistência francesa frente aos nazistas, em 1940.

“Aconteça o que acontecer, a chama da resistência francesa não deverá nem irá morrer. A guerra não está perdida, o país não está morto, a esperança não está extinta. Viva a França”, vociferou pelos microfones o general, um ilustre apreciador das champagnes elaboradas pela Maison Drappier.

Michel Drappier, o enólogo responsável pertencente a oitava geração de vinhateiros proprietários da Maison, fundada em 1808 na cidade de Urville, Cote des Bar, em Champagne, na França, afirma que este espumante foi elaborado exatamente de acordo com as preferências do general francês.

“Esse vinho valoriza a potência da Pinot Noir ao mesmo tempo em que explora o buquê da Chardonnay, características apreciadas pelo general de Gaulle quando degustava um champagne”, explicou Michel, que esteve presente em São Paulo apresentando suas criações em evento organizado pela importadora Zahil, no restaurante Pomodori, em São Paulo, na segunda quinzena de março de 2008.

Segundo Michel, nem todo ano a Maison produz a Drappier Charles de Gaulle, somente em safras que oferecem Pinot Noir de grande expressão. “A de 2002 foi considerada em Champagne uma das melhores dos últimos 15 anos”, justificou.

Além das melhores uvas, a Drappier Cuvée Charles de Gaulle, bem como todas as criações na Maison, são elaboradas a partir da primeira prensa das uvas e as duas fermentações se realizam na própria garrafa.

É indicada como aperitivo, mas por ser um espumante brut encorpado, escolta muito bem pratos à base de frutos do mar. A recomendação de Michel servir em temperatura de 7°C.

Análise Técnica

Michel Drappier, presente em degustação organizada pela Zahil no restaurante Pomodori, em São Paulo, na segunda quinzena de 2008, concedeu entrevista à equipe MundoVinho e descreveu a Drappier Cuvée Charles de Gaulle 2002.

Enólogo responsável da Maison, Drappier afirmou que nem todos os anos são elaborados espumantes em homenagem ao general francês Charles de Gaulle, “somente em safras com uvas Pinot Noir de muita expressão, como a de 2002, considerada em Champagne uma das melhores dos últimos 15 anos”.

Segundo ele, a Cuvée Charles de Gaulle foi criada e elaborada conforme as preferências do homenageado, com baixo teor de açúcar e alta porcentagem de Pinot Noir no corte.

“Esse vinho valoriza a potência da Pinot ao mesmo tempo em que explora o buquê da Chardonnay, características apreciadas pelo general de Gaulle quando degustava um champagne”, explicou Michel.

Para o enólogo responsável, a Cuvée Charles de Gaulle 2002 nasceu um pouco mais ácida e mais refrescante em relação às edições passadas. “Sua refrescância faz com que possamos sentir toques de menta no paladar”, afirmou, ainda lembrando o sabor de grapfruit também na boca.

No olfato, Michel apontou os aromas de leveduras e de mineral, além dos toques frutados e florais do corte de 80% Pinot Noir e 20% de Chardonnay.

O especialista ainda classificou a Drappier Charles de Gaulle como encorpada e persistente, o que a credencia a escoltar pratos à base de frutos do mar, sempre a 7°C de temperatura.

Nossa Análise

A denominação "Cuvée" em um rótulo de uma garrafa significa que o vinho foi elaborado a partir da primeira prensagem das uvas de uma safra exuberante (por isso ele é safrado, ou seja, com identificação de safra, diferente da maioria dos espumantes, produzidos com a mistura de vinhos de safras distintas) e que o produtor considera tal rótulo um dos seus melhores. Por isso, precisa distinguí-lo dos demais da Maison.

Foi dentro dessa filosofia que a Maison Drappier produziu o exemplar Charles de Gaulle, uma homenagem ao grande general francês. Neste caso, optaram pela safra 2002, considerada na Champagne, de acordo com Michel Drappier, enólogo responsável pela vinícola, uma das melhores dos últimos 15 anos. Mas nem todos os anos a Maison consegue homenagear o general francês, apenas quando as uvas são avaliadas acima da média.

Na segunda quinzena de março de 2008, em degustação organizada pela importadora Zahil, no restaurante Pomodori, em São Paulo, a equipe MundoVinho pôde apreciar as qualidades deste espumante francês.

Nos aspectos visuais apresentou-se de forma perfeita, exibindo espuma abundante e persistente desde o serviço na taça até o último gole, bem como borbulhas finas intermitentes.

No olfato, a acidez (sensação refrescante, provocadora de salivação) foi a primeira percepção, em seguida notas salgadas em função da mineralidade, algo frutado e notas florais pela presença dos 20% de uva Chardonnay no corte desta champagne brut.

A entrada na boca é muito refrescante, com salivação pelos lados da língua. Em termos de sabor, é mais perceptível os minerais, algo de leveduras, frutado e floral.

Com ótima persistência (sabor continua na boca mesmo depois do gole), é indicada como aperitivo, mas também escoltando pratos à base de frutos do mar em almoços ou jantares especiais, por ser um espumante encorpado que deve ser servido a 7°C de temperatura.

Harmonização

Frutos do Mar
Queijos amarelos
Aperitivo

Onde Encontrar

Zahil
(11) 5181-4460 e (11) 3071-2900 (São Paulo)
www.zahil.com.br

Copyright® 2017 MundoVinho®. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução
de qualquer texto sem prévia autorização por escrito de MundoVinho®.
Desenvolvimento MadeinWeb Internet Solutions